domingo, 12 de novembro de 2006

Quando era criança


Aos 45 anos, dois anos antes de morrer, Fernando Pessoa escreveu:

Quando era criança
Vivi, sem saber,
Só para hoje ter
Aquela lembrança.

É hoje que sinto
Aquilo que fui.
Minha vida flui,
Feita do que minto.

Mas nesta prisão,
Livro unico, leio
O sorriso alheio
De quem fui então.

1 comentário:

María la Portuguesa disse...

Es verdad, todos llevamos un niño dentro, muy muy escondido. A veces lo dejamos salir, y entonces es cuando atisbamos un rayo de felicidad.