terça-feira, 21 de fevereiro de 2006

Luís Cardoso, escritor timorense, em Belem

Luís Cardoso vai à Escola Secundária "Marquês de Pombal"
R. Alexandre Sá Pinto s/n, Belém, Lisboa
Quarta feira, dia 22 de Fevereiro às 19.00H)

APARECE E "TRAZ OUTRO AMIGO TAMBÉM " OU MAIS CINCO...


Luís Cardoso é considerado o primeiro romancista timorense. Nasceu em Cailaco, vila no interior de Timor. Iniciou os estudos em colégios missionários e num seminário, tendo interrompido os estudos, que prosseguiu em Portugal, quando se deu a revolução do 25 de Abril de 1974. Exílado em Portugal, licenciou-se em Silvicultura no Instituto Superior de Agronomia de Lisboa. Entre 1992 e 1996 assumiu o cargo de representante em Portugal do Conselho Nacional da Resistência Maubere, entre outras actividades ligadas à divulgação da cultura maubere e à comunidade timorense em Portugal.


A distância da terra avivou-lhe a memória de um tempo em que, na companhia do pai enfermeiro, peregrinava por terras do Timor. O exílio forçado fê-lo desembarcar na praia lusitana que aprendera a amar nos bancos da escola . É o roteiro da travessia dolorosa de si e do seu povo que ousa fabular nos romances: Crónica de uma Travessia; Olhos de Coruja, Olhos de Gato Bravo; A Última Morte do Coronel Santiago. Deste último António Lobo Antunes afirma : «É sem dúvida um dos romances mais importantes do ano» e enquanto Francisco José Viegas escreve que «Há muito tempo que não terminava um livro com pena de o terminar».

2 comentários:

Anónimo disse...

What a great site, how do you build such a cool site, its excellent.
»

Anónimo disse...

I find some information here.